Espetáculo

00:00 / 01:04

Rosas ao palco! Ao som de muitos aplausos e de uma plateia a ovacionar, assim vejo Carlota! Foi essa a imagem que dela se fez em mim a partir de nossa troca.

Da rosa, sua flor preferida, interpretando nesta cena ela própria: que deixou a redoma de vidro da infância, se libertou de prisões mentais e, sabendo quem é, foi capaz de fincar raízes, formar sua família de alma e fazer crescer seu sonho no tablado.

Deixo a ela, ainda, outra rosa: a dos ventos. Que se forma à medida que a estampa se cria, e aqui faço uma alusão ao destino (ODU), que a trouxe até aqui e que vai levá-la ainda longe.

“Minha aura clara, só quem é clarividente pode ver…” (Gilberto Gil)

Obra

A inspiração

Aldenir
Carlota

passadeira-aldenir-carlota-destaque.png

Tintas de tanino e terra arroxeada, de índigo, cúrcuma e terra amarela e de urucum e terra vermelha, impressas em Blockprinting de cedro rosa sobre tecido de composição 100% algodão (lonita).

Dimensões: 73x60cm

Informações Técnicas

Livro de Comentários

Outras Obras

passadeira-logo.png
aqui_trem_poesia_regua_logos_2021.png